Nem só de online vive o marketing

Na atual configuração do mundo em que vivemos, muitos pensam que não é mais possível viver sem estar conectado à internet. Em alguns casos esse pensamento se estende para os meios de mídia, mas muito se engana quem acha que a mídia offline está morrendo.

Mesmo com as mídias online ganhando cada vez mais espaço nas estratégias de marketing, ainda é necessário investir em mídia offline. Ficou curioso? Neste artigo, vamos te explicar o porquê disso. Continue a leitura e confira!

Mídia offline: por que vale a pena?

quais-formatos-de-midia-offline-valem-a-pena

O mundo não está dividido entre online e offline, as barreiras que existem entre os dois meios estão apenas no imaginário das pessoas. Todos convivem e são impactados pelas mídias dos dois mundos: quando você abre o seu e-mail ou quando observa pela janela do carro no seu trajeto até o trabalho, as mídias estão lá.

E é exatamente por isso que não podemos simplesmente abandonar os meios de comunicação offline. As pessoas estão nas ruas, em suas casas vendo TV, escutando rádio, folheando revistas ou jornais e toda essa diversidade é fundamental para estreitar ainda mais os laços de afinidade entre seu público e sua marca.

Como escolher o veículo certo?

Antes de tudo, é preciso saber quem é esse público (sexo, idade, hábitos e costumes, região onde vive, entre outros) para que a escolha do veículo de comunicação seja feita de forma bem segmentada e objetiva.

Tendo esses dados sobre seu target, ficará bem mais fácil acertar na comunicação e na escolha dos veículos para estreitar o relacionamento com eles, afinal, marcas fortes estabelecem um vínculo consistente com os seus consumidores.

Vamos ver alguns tipos de mídia offline de grande impacto e eficiência:

Mídia OOH

As mídias OOH (out of home) são aquelas que vemos nos mobiliários urbanos, como em pontos de ônibus e relógios de rua. Elas funcionam muito bem tanto para aquelas pessoas que estão passando a pé ou de carro.

O interessante dessa mídia é que ao fechar com o veículo de comunicação, você tem a possibilidade de comprar um trajeto. Então, por toda a extensão de um determinado roteiro, o seu anúncio será visto diversas vezes, o que potencializa a fixação da sua mensagem.

Outdoor

quais-formatos-de-midia-offline-valem-a-pena-2

Tão impactante quanto as mídias OOH, o meio outdoor também dá muita liberdade para abusar da criatividade. A mensagem precisa ser concisa e direta, pois grande parte das pessoas passarão de carro ou ônibus por ele, não tendo tempo pra ler longos textos.

Mídia impressa: jornal e revista

Mesmo com a perda de terreno para o digital, os veículos impressos ainda tem um papel importante em uma estratégia de mídia. Além da credibilidade e da alta qualidade de conteúdo editorial, permitem uma segmentação de público bem direcionada.quais-formatos-de-midia-offline-valem-a-pena-3

Quando analisamos todas as possibilidades de publicações, conseguimos perceber quão boa é essa segmentação, uma vez que existem revistas especializadas e direcionadas para o publico jovem, masculino, feminino, interessado em carros, decoração, música e muitas outras opções. Então, se você conhece o seu público, fica fácil decidir qual tipo de revista escolher para veicular seus anúncios.

Para o meio jornal não é diferente: ainda existe a vantagem de ter grande audiência em faixas etárias mais maduras e ser um meio de grande influência na opinião pública.

O segredo para o sucesso de uma campanha de mídia offline está diretamente ligado ao conhecimento do público que se deseja atingir, da quantidade disponível de verba para investir e da ajuda de uma agência especializada para que esse direcionamento e planejamento estratégico sejam feitos de forma bem elaborada.

Ficou interessado em saber mais? Leia também este artigo sobre estratégias de marketing online ou offline.